Neoenergia Brasília se antecipa ao período de chuvas e investe em manutenção preventiva

​​ Com o período úmido se aproximando no Distrito Federal, a Neoenergia Brasília apresenta as ações preventivas realizadas para a estação chuvosa 2021/2022 com a intenção de preparar a rede de distribuição de energia para os dias chuvosos. A medida preventiva pretende minimizar os impactos provocados por chuvas e ventos de maior intensidade mais constantes nesta época do ano. Estão sendo instalados equipamentos de automação na rede elétrica e ações de manutenção como forma de preservar a continuidade do fornecimento de energia. A empresa já aplicou mais de R$ 70 milhões em todo o Distrito Federal de acordo com plano apresentado no início da concessão.

Nos últimos meses, a Neoenergia tem investido em equipamentos de automação que permitem operar a rede elétrica à distância. Com a finalidade de se antecipar às condições adversas, os profissionais que atuam no controle e supervisão do sistema fazem o acompanhamento das condições climáticas e podem mobilizar equipes extras, conforme previsto no plano de contingência. Em caso de necessidade, também haverá reforço nas posições de teleatendimento.

Dos 150 religadores previstos de serem instalados em todo ano de 2021, o sistema já recebeu 130 equipamentos – que atuam no restabelecimento mais ágil da energia em caso de eventuais ocorrências. Também já foram instalados 21 esquemas de Self-Healing, já acima do total previsto para todo ano de 2021. Esse sistema de inteligência isola um eventual defeito na rede e promove a recomposição automática do fornecimento de energia na maior parte da área afetada. A estratégia é preparar o sistema com a antecipação de ações que reduzam a possibilidade de interrupções, principalmente nos dias de maior precipitação.​

 

O período chuvoso é sempre um desafio para as distribuidoras de energia em qualquer lugar do mundo pois impacta no aumento das interrupções de energia. Por isso, estamos investindo em inteligência de rede e ações estratégicas para minimizar o impacto para a população. Evoluímos bastante nesses seis meses de atuação no Distrito Federal, realizando todos os investimentos planejados. Continuamos investindo e atuando para melhorar a qualidade do serviço para nossos clientes”, avalia o diretor-superintendente Técnico da Neoenergia Brasília, Antônio Carlos Queiroz.

A distribuidora vem realizando mutirões de poda nas áreas mais arborizadas onde a fiação é aérea, já tendo realizado poda de mais de 7.500 árvores próximas de redes aéreas. A previsão é que, durante todo o ano, sejam executadas podas ao logo de mais de 2,8 mil quilômetros de redes, atuando diretamente na principal causa de desligamento na estação chuvosa. O controle é realizado pela Neoenergia Brasília por técnicos especializados que trabalham sob a orientação de engenheiros florestais e agrônomos.

Além da interferência de árvores na rede elétrica, a incidência de raios e colisões de veículos em postes estão entre as principais causas que provocam interrupções no fornecimento. Assim, em caso de eventual aumento de ocorrências, a concessionária tem já preparado um plano de contingência, mais que duplicando o direcionamento dos recursos para atuarem nessas situações climáticas adversas.

O sistema elétrico da área de concessão é monitorado 24 horas por dia, 7 dias por semana, pelo Centro de Operações Integradas (COI).

A empresa também ampliou os canais de relacionamento com o cliente possibilitando mais opções para comunicar eventuais interrupções no fornecimento. Além do teleatendimento 116, o consumidor pode relatar ocorrências por meio do App ‘Neoenergia Brasília’, enviando mensagem para o WhatsApp (61) 3465-9318 ou aqui pelo site www.neoenergiabrasilia.com.br​. É importante sempre informar o número da conta contrato para facilitar a identificação e conferir mais agilidade no atendimento do chamado.