Neoenergia Brasília vai substituir lâmpadas convencionais por modelos LED em prédios públicos no Distrito Federal


 

Sexto Comando Aéreo Regional, Base Aérea de Brasília e organizações militares adjacentes serão os primeiros locais beneficiados por meio do Programa de Eficiência Energética da distribuidora


Em mais uma ação para combater o desperdício e promover o uso eficiente e racional de energia elétrica, a Neoenergia Brasília inicia a substituição de lâmpadas convencionais de prédios públicos na capital federal por modelos LED, 40% mais econômicos. O primeiro local beneficiado pelo projeto é o complexo da Força Aérea Brasileira (FAB) em Brasília, com a troca de 7.684 lâmpadas. A cerimônia de assinatura da parceria aconteceu na tarde desta quarta-feira (23), e contou com a presença do presidente da distribuidora, Frederico Candian, do diretor de Relações Institucionais, João Paulo Neves, do Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno e do Comandante do Sexto Comando Aéreo Regional, Major Brigadeiro do Ar Mário Sérgio Rodrigues da Costa. 

Com investimento de R$ 14,6 milhões, além da Força Aérea Brasileira o projeto vai beneficiar várias edificações do poder público federal e do Governo do Distrito Federal (GDF). A iniciativa faz parte do Programa de Eficiência Energética (PEE) da concessionária, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). 

O complexo da FAB, sediado na área militar do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, possui três hangares de aeronaves, aeródromo para pousos e decolagens, dois hotéis de trânsito para oficiais, suboficiais e sargentos, rancho (local para armazenamento e preparação de alimentos e, também, refeitório), além de edifícios administrativos e o Hospital da Força Aérea de Brasília, totalizando seis unidades consumidoras. Essa ação prevê uma economia de energia de 290,93 MWh/ano. A FAB será responsável pela instalação das lâmpadas como contrapartida para o projeto. 

De acordo com o planejamento executado pelo departamento de Eficiência Energética da Neoenergia, após a Base Aérea de Brasília, prédios do poder público federal e do GDF já foram mapeados para serem atendidos.  “No momento, já temos mais de 30 prédios registrados aguardando a assinatura dos convênios para o início das instalações”, informa a gerente de Eficiência Energética da Neoenergia, Ana Mascarenhas. No total, 110 mil lâmpadas devem ser trocadas. 

Além das lâmpadas de LED, o projeto também contemplará a instalação de geração solar fotovoltaica, com potência total de 1,5 MWp, geração de 2,2 GWh/ano, equivalente ao fornecimento de energia para 1.700 residências de baixa renda, com consumo médio de 110kWh/mês. 

O uso de lâmpadas LED traz uma série de benefícios e ainda gera economia de energia. Elas têm maior vida útil, com duração de aproximadamente 25 mil horas, enquanto as lâmpadas fluorescentes duram 15 mil horas. A tecnologia também causa menos impacto ambiental. O LED não possui elementos tóxicos na sua composição, ao contrário das lâmpadas fluorescentes, que possuem mercúrio, gerador de resíduos prejudiciais ao meio ambiente quando estas são descartadas de maneira irregular em rios e aterros. 

As iniciativas fazem parte do Projeto de Eficientização de Edificações, executado com recursos oriundos do PEE. Essas ações estão alinhadas e contribuem com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), com os quais o Grupo Neoenergia tem compromisso, prioritariamente, de fornecer energia limpa e acessível (ODS 7) e combater as mudanças climáticas (ODS 13). 

BALANÇO – O Grupo Neoenergia contribui para aumentar a eficiência e incentivar o consumo consciente de energia elétrica. Em 2021, cerca de 488,3 mil lâmpadas de LED foram substituídas pelas empresas, dando mais eficiência à iluminação de 3.836 prédios públicos e filantrópicos em diversos municípios de suas áreas de concessão – Neoenergia Brasília; Neoenergia Coelba, na Bahia; Neoenergia Pernambuco, em Pernambuco; Neoenergia Elektro, em São Paulo e no Mato Grosso do Sul; e Neoenergia Cosern, no Rio Grande do Norte. A iniciativa contribui com o meio ambiente e permite economia financeira para essas instituições. 

Dentre as edificações beneficiadas pelo projeto podemos destacar as unidades consumidoras do poder público que representam um benefício para toda a sociedade. Considerando somente clientes do poder público, em 2021 foram substituídas pelas distribuidoras do Grupo Neoenergia mais de 261,4 mil lâmpadas para o modelo LED em um total de 1.225 unidades consumidoras.​