Tecnologia moderna e inédita no DF reduz em até 80% a necessidade de desligamentos de energia durante a execução de obras de manutenção e melhoria

​​Além do Big Jumper, Neoenergia Brasília aposta em outros equipamentos que trazem inteligência, agilidade e robustez à rede elétrica

 

Brasília, 7 de julho de 2022  Investir em infraestrutura e tecnologia do setor elétrico é um dos pilares da Neoenergia Brasília para assegurar a qualidade dos serviços aos mais de 3,1 milhões de moradores de todo o Distrito Federal. Desde o fim do mês passado, a distribuidora tem usado um equipamento que mantém o fornecimento de energia para clientes de regiões afetadas pela execução de obras pontuais de manutenção e que exigem o desligamento da rede. Para se ter uma ideia da efetividade do Big Jumper, na semana passada, durante um trabalho em Sobradinho, o número de clientes interrompidos que seria de 1.530 reduziu para 255 com o uso da tecnologia, o que representa uma diminuição de 83%.​

“Com um investimento de R$ 3 milhões, o Big Jumper funciona como uma rede elétrica alternativa temporária que permite manter os clientes com energia enquanto os serviços de manutenção e melhoria são realizados na rede elétrica principal, minimizando desta forma o desligamento dos clientes, explica Antônio Carlos Queiroz, diretor-superintendente Técnico da Neoenergia Brasília. “Assim, nossas equipes podem trabalhar com segurança em melhorias e modernização da infraestrutura elétrica do Distrito Federal", completa.

RELÉS – Outra tecnologia de ponta que a Neoenergia Brasília está importando dos Estados Unidos para a capital federal são os chamados relés. Esses equipamentos são dispositivos eletrônicos inteligentes e que protegem as redes subterrâneas em que estão inseridos, atuando de forma eficiente e com comando remoto, para isolar um defeito e evitar a falta de energia dos clientes, além de agregar confiabilidade e atualização tecnológica dos protetores de rede.​

Com um investimento de aproximadamente 1,9 milhões, a distribuidora comprou 30 unidades de relés neste mês. Os equipamentos já chegaram e a previsão é de comecem a ser instalados já em agosto.​

INTELIGÊNCIA – A Neoenergia Brasília investe também em ações para proporcionar inteligência à rede elétrica. Só nos cinco primeiros meses de 2022, a distribuidora instalou 189 religadores em todo o Distrito Federal, em um investimento de R$ 12,9 milhões. Esses equipamentos são automatizados e aumentam a robustez da rede elétrica.

Em 2021 a distribuidora já havia focado na melhoria, na modernização e na renovação da rede elétrica da capital federal. Prova disso é que foram instalados 379 religadores automáticos, o que representou um aumento de mais de 90% do parque de equipamentos deste tipo existentes na companhia.

Além disso, de janeiro a maio foram implantados 55 esquemas de self-healing – uma inovação tecnológica inteligente capaz de isolar um defeito e restabelecer, automaticamente em segundos, o fornecimento de energia aos clientes desligados – beneficiando mais de 3,3 milhões de pessoas. Isso reduz a quantidade de clientes impactados em eventuais situações de falta de energia, como queda de galhos de árvores sobre a rede, e diminuem o tempo de recomposição do fornecimento da energia.

O sistema identifica o ponto em que aconteceu a falha e realiza, de forma autônoma, manobras isolando o trecho danificado. Em até 60 segundos, o defeito pode ser isolado e o serviço é restabelecido para o maior número de clientes, sem necessidade de intervenção humana. No primeiro ano de atuação da Neoenergia Brasília na capital federal, foram configurados 83 esquemas de self-healing.​